Aceitar

Ertacetal® vs Ertalon®

Como pormenores podem aumentar ou diminuir margens de lucro na maquinação de peças

Ertacetal® vs Ertalon®
Uma verdade básica e fundamental dos materiais, no caso específico em análise dos plásticos de engenharia, é que cada material tem as suas propriedades e características, tornando-os mais ou menos adequados para diferentes aplicações, contudo, por vezes diferenças de pormenor poderão aumentar ou reduzir significativamente as margens de lucro de quem trabalha os diferentes materiais.

Analisando em concreto um exemplo entre o Ertacetal® (POM) e o Ertalon® (Poliamida), baseado numa experiência em lidar com casos reais e concretos ao longo de mais de 25 anos, constatatou-se que:
- para peças pouco complexas, a facilidade de maquinação do Ertacetal® (POM) em relação ao nylon (Poliamida) não compensará o seu custo mais elevado pois os tempos de maquinação serão normalmente baixos
- contudo para peças de complexidade média ou superior, e considerando tempos mínimos necessários de maquinação, o simples facto do Ertacetal® (POM) ser mais fácil de maquinar, representou e representará ganhos suficientemente significativos ao nível da maquinação que compensará largamente o custo superior do material.

No dia-a-dia é possível perceber que muitas pessoas e empresas tomam decisões de compra baseadas única e exclusivamente na informação que têm diante de si, e muitas vezes essa informação é somente o preço.

Contudo um preço não é o custo!...
O preço de um material no contexto global da produção de uma peça ou de uma máquina muitas das vezes é pouco relevante. Aliás, existem muitos casos em que o gestor de projeto ou de compras ao optar por um material tecnicamente melhor, e sim mais caro, permitiu a essas empresas reduzir significativamente o grau de complexidade do seu produto, logo do seu custo total e logicamente do seu preço final de venda, melhorando assim a competitividade das próprias empresas nos mercados em que se inserem.
Galeria Multimédia